Psicologia Psicoterapia

Terapia através de Realidade Virtual

 

A tecnologia de realidade virtual tem tido uma utilização diversificada no campo da saúde. Mostrou-se particularmente útil, na intervenção psicológica na área das fobias. Uma fobia é definida como um medo persistente de um objecto ou situação, cuja exposição ao mesmo origina uma resposta ansiosa imediata ou episódios de pânico (DSM-IV, 2000). Uma das intervenções psicológicas mais eficaz nestas situações é a exposição. O contacto com os objectos ou situações receadas é progressivamente promovido, de forma a que a resposta ansiosa deixe de estar presente.

A exposição através de realidade virtual permite-nos um controlo absoluto sobre as condições de exposição e vários estudos equipararam os resultados alcançados aos da exposição in vivo (Opris et al., 2012; Powers & Emmelkamp, 2008). Através da realidade virtual é possível simular, realisticamente, o estímulo evitado e assim facilitar a aproximação ao mesmo num ambiente seguro.

 

Em que casos?

  • Medos ou fobias de:
  • Animais
  • Condições Atmosféricas
  • Sangue/Agulhas
  • Alturas
  • Aviões
  • Falar em Público
  • Espaços Fechados
  • Multidões
  • Outros medos/fobias menos comuns (ex. barulho)

Como se processa?

Na primeira sessão é realizada uma entrevista clínica e aí é estabelecido o número esperado de sessões e a sua periodicidade. Nas sessões subsequentes são utilizadas estratégias terapêuticas aliadas à exposição através de realidade virtual. É aconselhada uma sessão de follow-up 6 meses após o término do processo para se proceder à reavaliação da evolução clínica.